José Marcelino Da Candelaria  ‎(I0288)‎
Nome:
José Marcelino Da Candelaria

Sexo: MasculinoMasculino
      

Nascimento: entre 1803 e 1804 Bragança Paulista, SP, Brasil
Falecimento: 17 Fevereiro 1863 ‎(Idade 60)‎ Santo Antônio da Cachoeira ‎(atual Piracaia)‎, SP, Brasil
Dados Pessoais e Detalhes
Nascimento entre 1803 e 1804 Bragança Paulista, SP, Brasil


Exibir Detalhes Fonte: Cúria Diocesana de Bragança Paulista

Detalhes da Citação:  Livro nº 8 de Batismos da Paróquia de Bragança - Fls. 93

Casamento Polliana Antonia De Oliveira - 11 Fevereiro 1822 ‎(Idade 19)‎ Bragança Paulista, SP, Brasil

Falecimento 17 Fevereiro 1863 ‎(Idade 60)‎ Santo Antônio da Cachoeira ‎(atual Piracaia)‎, SP, Brasil


Exibir Detalhes Fonte: História do Município e Comarca de Piracaia de Antônio Ferreira de Almeida

Detalhes da Citação:  Página 33

Sepultamento ao redor de 1863 ‎(Idade 60)‎ Santo Antônio da Cachoeira ‎(atual Piracaia)‎, SP, Brasil


Exibir Detalhes Fonte: Cúria Diocesana de Bragança Paulista

Detalhes da Citação:  Livro de Óbitos da Paróquia de Piracaia - SP - Livro 5 - de Julho de 1857 a março de 1865 - Fls. 71

Atualizado em 29 Dezembro 2010 - 17:36:32 - Última Alteração por: fadmin
View Details for ...


Immediate Family  (F092)
Polliana Antonia De Oliveira
-
Luiz Antonio Figueiredo
1823 - 1891
José Antônio Da Candelaria
1827 - 1884
Raimundo Da Candelaria
1840 -


Notas

Shared Note


Os esforços na busca da ascendência do ramo CANDELARIA chegaram ao fim.

Recentes resultados de pesquisas demonstraram que o ramo CANDELARIA foi iniciado a partir da criação ou atribuição do nome CANDELARIA a JOSÉ MARCELINO DA CANDELARIA e não a transmissão do nome dos pais ao filho.

Tal afirmação se deve a certidão de casamento de JOSÉ MARCELINO DA CANDELARIA e POLLIANA ANTÔNIA DE OLIVEIRA, na qual é relatado que JOSÉ MARCELINO DA CANDELARIA é filho de "pais incógnitos".

Pelas informações obtidas até o momento, JOSÉ MARCELINO DA CANDELARIA nasceu há mais ou menos 200 anos ou há Dois séculos, entre 1803 e 1804, na antiga Vila de Bragança, atual Bragança Paulista, Estado de São Paulo, não podendo ser preciso em relação à data, em função da inexistência do nome dos pais para confirmação ou de outra referência.

De acordo com os relatos extraídos de outras fontes de pesquisa, sabe-se que a data de nascimento de 1803 ou 1804 é a mais provável em razão do noticiado no livro História do Município e Comarca de Piracaia, de ANTÔNIO FERREIRA DE ALMEIDA, no qual consta a nota de falecimento de JOSÉ MARCELINO DA CANDELARIA, com 60 anos, em 17 de fevereiro de 1863.

Tal afirmativa ainda é reforçada pela certidão de óbito, constante do Livro de Óbitos da Paróquia de Piracaia, mencionando o seu falecimento em outro dia do mesmo mês e ano, 7 de fevereiro de 1863, "com idade de sessenta annos mais ou menos".

Em razão dessas duas informações, procurou-se, então, pelo registro de batismo de um José, filho de pais desconhecidos e que tivesse nascido por volta de 1803. Procurando pelos livros de batizados da Paróquia de Bragança Paulista, verificou-se a existência de um único registro provável, pelos seguintes motivos: 1) porque era o único José, no período de 1802 a 1804, que não tinha pais e 2) porque a pessoa que o achou era residente no "Bairro da Villa", o que poderia ser de São João do Curralinho ‎(atual Joanópolis)‎, bairro da Vila de Bragança ‎(atual Bragança Paulista)‎, que, conforme consta da certidão de casamento, tanto JOSÉ MARCELINO DA CANDELARIA como POLLIANA ANTÔNIA DE OLIVEIRA eram residentes no referido bairro.

Ainda persiste uma intrigante questão, se JOSÉ MARCELINO DA CANDELARIA ao nascer recebeu apenas o nome JOSÉ, da onde surgiu o nome CANDELARIA? Diversas são as hipóteses, das quais podemos tomar por base as seguintes orientações.

Em primeiro lugar, cabe relembrar que o nome CANDELARIA advém de Nossa Senhora da CANDELARIA, comemorado todo dia 2 de fevereiro. Assim, é possível que alguma referência à data de 2 de fevereiro ou a Nossa Senhora da CANDELARIA tenha sido determinante. Essa veia religiosa é plausível, na medida em que o próprio JOSÉ MARCELINO DA CANDELARIA devia ter sido uma pessoa extremamente religiosa, conforme constatado no registro de óbito da Paróquia de Piracaia, onde consta a informação de que ele havia sido envolto e enterrado com o hábito franciscano, o que permite concluir, com uma certa certeza, que ele era membro da Ordem Terceira Franciscana, ligada a Fraternidade Franciscana São Francisco, no Largo São Francisco, em São Paulo.

Em segundo lugar, JOSÉ MARCELINO DA CANDELARIA pode ter sido ou criado ou adotado por uma família de nome CANDELARIA, não se esquecendo que talvez a família que o achou poderia tê-lo criado, ou criado numa espécie de orfanato da época, talvez até criado pelos franciscanos presentes em Bragança, aí talvez a forte ligação com a Ordem Terceira Franciscana, levando a estabelecer uma forte relação com a Nossa Senhora da CANDELARIA. Todavia, deve ser dito o seguinte: a adoção não se caracteriza como uma possibilidade viável, na medida em que na certidão de casamento não é feita qualquer menção aos pais, mesmo que adotivos.

Quanto à hipótese de ter sido criado pela família de Faustino Ribeiro, que o encontrou, podemos especular que a criança JOSÉ encontrada tenha sido, na realidade, uma simulação para desviar a atenção da madrinha, Maria Ribeiro, que era solteira, e poderia muito bem, caso tivesse idade apropriada, ter sido a verdadeira mãe da criança.

Independentemente do fato de como surgiu o nome CANDELARIA para o JOSÉ MARCELINO DA CANDELARIA, o fato é que a veia religiosa é a mais provável.

Por sua vez, devemos considerar, ainda, que se trata de uma pessoa cuja criação dependeu em demasia dele próprio e da ajuda, seja lá de quem tenha sido, de pessoas que demandaram alguma atenção, visto que aos 19 anos estava preste a se casar com POLLIANA ANTÔNIA DE ALMEIDA. Querendo ou não, trata-se de uma pessoa que tinha condições econômicas para sustentar a constituição de uma família, bem como quais seriam os pais que, no início do século XIX, entregaria a mão de sua filha a uma pessoa tão jovem.

O que podemos concluir com a máxima certeza é a de que JOSÉ MARCELINO DA CANDELARIA está sendo responsável, até o presente momento, pela formação da 7ª Geração dos CANDELARIAS, apesar de todas as adversidades pelas quais passou.

Lembre-se, ainda, de que, até o momento, somente foi pesquisado o ramo de um dos seus três filhos encontrados até agora, o de JOSÉ ANTÔNIO DA CANDELARIA. Assim, há os ramos dos filhos RAIMUNDO CANDELARIA e LUIZ ANTÔNIO FIGUEIREDO, sem contar eventuais outros filhos que possam ser achados ainda.

Portanto, só temos a nos espelhar em JOSÉ MARCELINO DA CANDELARIA, no seu esforço empreendido em sobreviver ao fato de ter sido filho de pais desconhecidos.

São Paulo, 24 de abril de 2004.

Fernando Azeredo Passos Candelaria
‎(6ª Geração)‎


-----------------------------------------------------------------------------

1) Trecho extraído do livro História do Município e Comarca de Piracaia ‎(Antes Santo Antônio da Cachoeira)‎, compilado por Antônio Ferreira de Almeida, Tipografia da Papelaria Almeida, Bragança ‎(atual Bragança Paulista - SP)‎, 1912, pág. 33:
"No dia 17 de Fevereiro ‎(1863)‎, com 60 annos, falleceu o sr. José Marcellino da Candelaria, pae do sr. Luiz Antonio Figueiredo."
2) Extraído do Livro de Óbitos da Paróquia de Piracaia - SP - Livro 5 - de Julho de 1857 a março de 1865 - Fls. 71:
"Aos sete de Fevereiro de mil oitocentos e sessenta e tres, nesta Villa de Santo Antonio da Cachoeira, falleceu com os Sacramentos José Marcelino da Candelaria, natural da Cidade de Bragança com idade de sessenta annos mais ou menos - molestia interna, evasiva. Seo corpo foi envolto em habito Franciscano. Recomendado Sollennemente e acompanhado, jás sepultado no Cemitério desta Villa. Vigário Antonio Alvarez de Siqueira."
3) Tendo como base os dados obtidos no livro História do Município de Piracaia ‎(item 1)‎, o texto extraído do Livro de Óbitos da Paróquia de Piracaia ‎(item 2)‎ e, sobretudo, o texto extraído do Livro de Casamentos da Paróquia de Bragança Paulista ‎(item 1 das notas de casamento)‎, foi realizado uma pesquisa no Livro de Batisados no período entre 1802 a 1804, tendo obtido o seguinte resultado:
- Extraído do Livro de Batisados da Paróquia de Bragança Paulista - SP - Livro 8 - de junho de 1802 a junho de 1808 - Fls. 93:
"JOSE - Aos nove de Agosto de mil oitocentos e quatro nesta Matriz da Villa de Bragança. Baptisei e puz os Santos Óleos à Jose. Exposto em Casa de Faustino Ribeiro do Bairro da Villa. Foi achado pelo mesmo supra sem sequela alguma no dia primeiro deste presente mes. Forão Padrinhos o mesmo Faustino Ribeiro e sua Filha Maria Ribeiro, solteira, todos desta Freguesia. Coadjutor Antonio Joaquim da Silva."


View Notes for ...


Fontes
Nascimento Cúria Diocesana de Bragança Paulista
Detalhes da Citação:  Livro nº 8 de Batismos da Paróquia de Bragança - Fls. 93
Falecimento História do Município e Comarca de Piracaia de Antônio Ferreira de Almeida
Detalhes da Citação:  Página 33
Sepultamento Cúria Diocesana de Bragança Paulista
Detalhes da Citação:  Livro de Óbitos da Paróquia de Piracaia - SP - Livro 5 - de Julho de 1857 a março de 1865 - Fls. 71

View Sources for ...


Mídia
Não há nenhuma Mídia para essa pessoa.
View Media for ...


Parentes Próximos
Família com Polliana Antonia De Oliveira
José Marcelino Da Candelaria ‎(I0288)‎
Nascimento entre 1803 e 1804 Bragança Paulista, SP, Brasil
Falecimento 17 Fevereiro 1863 ‎(Idade 60)‎ Santo Antônio da Cachoeira ‎(atual Piracaia)‎, SP, Brasil
Esposa
Polliana Antonia De Oliveira ‎(I0289)‎
Nascimento Bragança Paulista, SP, Brasil
Falecimento

Casamento: 11 Fevereiro 1822 -- Bragança Paulista, SP, Brasil
2 anos
#1
Filho
Luiz Antonio Figueiredo ‎(I0327)‎
Nascimento 9 Dezembro 1823 20 Bragança Paulista, SP, Brasil
Falecimento 12 Outubro 1891 ‎(Idade 67)‎ Santo Antônio da Cachoeira ‎(atual Piracaia)‎, SP, Brasil
4 anos
#2
Filho
José Antônio Da Candelaria ‎(I0129)‎
Nascimento ao redor de 20 Agosto 1827 24 Bragança ‎(atual Bragança Paulista)‎, SP, Brasil
Falecimento 26 Julho 1884 ‎(Idade 56)‎ Santo Antônio da Cachoeira ‎(atual Piracaia)‎, SP, Brasil
12 anos
#3
Filho
Raimundo Da Candelaria ‎(I0316)‎
Nascimento Fevereiro 1840 37 Santo Antônio da Cachoeira ‎(atual Piracaia)‎, SP, Brasil